Para muitas pessoas, as palavras felicidade e trabalho soam tão distantes quanto Oiapoque e Chuí. Não à toa, segundo levantamento realizado em 2017 mais de 18 milhões de empregados brasileiros estão insatisfeitos e dispostos à trocar de emprego em busca de maior alegria no trabalho*. É um número alarmante para gestores e para sociedade como um todo.

Felicidade e trabalho podem e devem andar juntas, seja por uma vida mais saudável, seja por melhores resultados no trabalho. O ideal é que seja por ambos. Gente feliz trabalha melhor. E isto é cientificamente comprovado, uma Meta-Análise realizada por pesquisadores de 3 universidades americanas** aponta que a felicidade é capaz de influenciar positivamente aspectos profissionais como criatividade, produtividade e engajamento.

É provável que, se você chegou até esta parte do texto, é porquê acredita na felicidade como parte da gestão estratégica, mas esta ideia pode vir acompanhada de uma dúvida: como desenvolvê-la? Peter Drucker é autor de uma frase célebre, “Se você não pode medir, não pode gerenciar”. Por acreditar na frase de Drucker e principalmente na felicidade como ponto importantíssimo da gestão de uma empresa, a Humans at Work decidiu criar em 2018 a Humans Happiness Survey – Indicador de Felicidade no Trabalho.

A pesquisa é um estudo estatístico e teve sua primeira rodada de investigação em Junho de 2018, envolvendo empresas e respondentes de 4 das 5 regiões do país, incluindo organização como Renault, BRMalls, Positivo Tecnologia, além de algumas das empresas de maior destaque no Great Place to Work.

Os principais resultados do estudo foram transformados em relatórios individuais e customizados para cada empresa participante, mas também em um rico relatório com os principais insights e aspectos observados entre todos os participantes. As páginas contam com informações como o índice de felicidade médio, um termômetro de referência com as escalas a serem atingidas, além de radares com pesos por aspectos e pilares mais importantes para um colaborador e uma empresa mais alegre.

No próximo dia 30/08, a Humans at Work abrirá as portas do seu Comitê de Felicidade no Trabalho, de praxe um evento fechado, para profissionais e estudiosos do mercado, com o intuito de apresentar as principais descobertas do estudo, referências de ações práticas e promover troca de ideias entre representantes de algumas das maiores empresas do país – já estão confirmadas participações de profissionais de organizações como Grupo Boticário, Renault, BRF, Electrolux, Light, BRMalls, entre outras.

Caso você tenha interesse em participar do grupo, aplique à uma vaga no link logo abaixo. São um total de 50 cadeiras que serão distribuídas entre os participantes do estudo e profissionais do mercado.

Mais informações:

 

*Pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva, citada em reportagem do G1 em 11/12/2017.
**Meta-Análise de 225 estudos publicados pelos pesquisadores Sonja Lyubomirsky (University of California Riverside), Laura King (University of Missouri at Columbia) e Ed Diener (University of Illinois at Urbana-Champaign), em 01/2013.